terça-feira, 7 de agosto de 2012

**MÁSCARAS**


Sonhei um dia, que se podia
Viver sem as máscaras, sem fantasia
Mas quando acordei, percebi
Que sem elas não sobreviveria.

Tentei dias, meses e anos, a afirmar
Que sem as máscaras, podíamos nos amar
Mas, me mostrar ao mundo
Foi a maneira mais concreta de me decepcionar

Continuei lutando, brigando e esbravejando
E ao me deitar, continuava sonhando
Mas cada novo dia, ao amanhecer
Suspirava a dor do meu eu, sangrando

Por necessidade, um dia, resolvi me mascarar
Nossa, meu Deus, quantos aplausos a ganhar
Neste cenário chamado palco, eu renasci
Foi quando aprendi, o valor de interpretar

E durante algum tempo, peças ensaiei
Em esplendorosos teatros eu estreei
Muitas platéias tive, a me ver
Sorrisos, lágrimas, corações, conquistei

Mas um belo dia, a máscara no palco, caiu
Em pedaços minha vida inteira se partiu
E neste triste momento, refleti
Viver com máscaras, apenas me iludiu.


[ Autora- Heide Moutin]

Nenhum comentário:

Postar um comentário